Meninas Superpoderosas*

Por que adolescentes expressam interesse por essa série de desenho animado? Os adolescentes, por vezes, com grande sensibilidade, revelam e fazem caricatura do nosso tempo presente.  

O significante, a palavra “poderosa” vem circulando já há algum tempo, para indicar, justamente, uma posição de um ideal de completude, onipotente, perfeita e sem falhas. Tais condições fazem parte de um modelo estruturalmente desejado pelo ser humano, mas, ilusório, falso, impossível de ser alcançado.

Na atualidade, muitos consideram uma posição fálica, “poderosa” da mulher, quando ela assume e se desdobra em ocupações diversas: profissão, trabalho, compromissos com a família, consigo mesma, com o funcionamento da casa, etc. Nesse tempo, surge o desenho MENINAS SUPERPODEROSAS*, três meninas comuns que se transformam para enfrentar o mal. E de repente, as adolescentes se interessam.

A adolescência também é marcada por transformações. É um tempo de fazer uma travessia, lidar com o Infantil, com a incompletude e, enfrentar os perigos e receios que a proximidade com o se tornar adulto aponta. Diante de seus impasses, os adolescentes buscam saídas para suas múltiplas angústias e conflitos. Caricaturando o nosso tempo atual, a escolha por uma saída revestida de poder acena como uma ilusão de alívio, um “alivia-dor”, alívio para as dores do adolescer.

Outro aspecto que pode ser articulado é que com seu compromisso de irmandade, as três personagens revelam a importância do grupo para os adolescentes, tempo marcado pela busca de laços e novas identificações.

Rosely Gazire Melgaço

*desenho animado originalmente conhecido por The Powerpuff Girls – criado por Craig McCracken

www.espacopalavra.blog.br
contato@espacopalavra.blog.br
@2017 Todos os direitos reservados. Administrado por Acesso Publicidade.